16.7.10

Quatro dias que não me dizem respeito

Quatro dias seguidos
de chuvas seguidas
gota a gota,
calmas e pacientes
arrastando-se...
Quatro dias que não me dizem respeito...
Chove e eu não ligo nem um pouco...
Água o chão a terra a rua (e o mar fica ainda mais bonito, molhado de chuva)
E esses dias não me dizem respeito...
simplesmente o que me fala
é o meu peito inquieto
intranquilo...
sem goteiras:
puramente expectativa.

2 comentários:

Felipe Rangel Prado disse...

Amigo um instante pra ti é infinito

Felipe Rangel Prado disse...

Depois de ler novamente. Vi que é bonito pra cara... merece outro comentário