6.7.08

Em algum lugar da Inglaterra, perto da virada do século (ou, uma outra versão para O Jardim Secreto)

Num jardim vitoriano, onde, talvez, com algum esforço, se veja uma fada num vestido rosa transparente...

A voz doce
igual garapa
em forma de véu
voando num vento forte que bateu

...e duas crianças seguem brincando, menino e menina, comportados...

Duas frutas brotando de arbustos
cheiro de rosas
e não há soldados por aqui

É hora de sonhar
e o senhor idoso,
querendo mudar o mundo
faltou uma narração e música de fundo

... correndo desembestadas, não sabem do destino de crianças por aqui: cair no poço...

3 comentários:

Gabriele Fidalgo disse...

Que interessante!!

Vim agradecer seu comentário nos Versos de Falópio!
Gostei do clima um pouco 'medieval' daqui.

Beijos!

paola tais disse...

Eu estava anciosa para ver você escrever outra denovo...
Eu particularmente adoro!!!você consegue prende meu olhos,sem que eu queira desvia-los e sempre fico anciosa esperando o proximo conto, poema ou uma historia qualquer...
beijos
Ah! uma comentario pequeno: amei de coração "perdendo o juizo" meu mtu mtu bom...

Gabriel Ilário Lopes disse...

às duas (a que eu conheço e a que eu ainda não), brigadim.