23.1.09

Larissa

Eu queria quebrar sua vidraça
eu queria machucar sua boca pra você não poder cantar

Te encontro sempre quando estou bêbado
você finge que não me vê
Sempre falo alto o seu nome
Você nao ouve nunca
Continua linda
num bar horrível
no meio da madrugada
Ah, como eu queria que você sentasse no meu colo
e me desse um beijo quente
com a sua voz suave e macia
seu olhar maldito que me maltrata
e que você não tivesse namorado
Eu faria loucuras na sua boca
e você iria cantar mais doce ainda
ou talvez ficasse muda
com tamanha excitação
queria meia hora de você
e depois te deixaria

5 comentários:

Felipe Rangel Prado disse...

Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu Puta que pariu. Não sei se isso ficou grosseiro ou lindo. Acho que os dois

May (Mayara Oliveira) disse...

lindo e grosseiro, da vontade de dar porrada e depois beijinho

Renata disse...

Gostei dessa, em especial.
Essa linguagem agressiva é bastante apreciada por mim ^^

Amador disse...

Foda

Tamires ________ disse...

Ah, eu fiquei meio muda agora com a intensidade dos versos. Mas eu amei isso. A agressivade banhada a suavidade das sensações. Será que dá? rs
Beijos.!!!