24.1.09

Voltei a odiar as noites de domingo

Véspera de segunda-feira
21 de dezembro
me sinto como um peru de véspera
curtido pelo álcool do dia anterior
esperando o cutelo no pescoço
tomo um chá pra afagar o fígado
O computador a 43% dispara números e cálculos
de novo tô perdido em sonhos
Quem dera fosse a década de 60
e eu morreria aos 27
Mas os tempos são modernos
A saída é esperar pelo sol,
com a porta aberta
os olhos sossegados
Ontem falei mal dos outros
fingi felicidade para os amigos
e dormi mal
ainda dói a cabeça
ainda me arrependo
Voltei a odiar as noites de domingo

1 comentário:

May (Mayara Oliveira) disse...

"Quem dera fosse a década de 60
e eu morreria aos 27"

quem me dera viu