12.2.09

Reticente

Eu queria plantar
no seio do teu seio
o amor que um dia achei no chão.
Eu queria amar
essa planta que eu plantei em vão.
E eu ainda quero
fazer dessas flores a nascer
um buquê desajeitado,
pra deixar cair no chão
outro amor pra outro achar.
Se vingar ou não vingar
eu não vou querer saber
porque a flor é sempre mais bonita nua,
desprovida de razão,
sem saber se sim ou se não.

(12/07/2006)

5 comentários:

Maria Andrade Vieira disse...

não entender é a melhor parte das conversas

Renata disse...

Antes flores plantadas ao acaso
E delas serem feitos arranjos, que serem cultivadas apenas para isso, esperando ser do amor de alguém.

Tamires . disse...

"Porque a flor é sempre mais bonita nua,
desprovida de razão,
sem saber se sim ou se não."

Parabéns, Gabriel... Fiquei 'reticente por aqui'...

Saudades, cavalheiro gentil...

Um beijo em ti!

faniadiniz disse...

"o amor que um dia achei no chão."

Comofaz!?

é tão lindo e tão triste ao mesmo tempo
(:

Tamires . disse...

Vamso atualizar, moço querido do meu coração?
beijos!