28.3.09

Eu na jangada

Ando tão feliz
que se eu fosse sair de jangada pro mar
provavelmente não voltava
varava a noite
soprando a vela da jangadinha
Ando tão sincero
que se você falasse comigo
eu ia confessar que queria sua namorada
pra mim
Ando escutando pouco
e nem sei se ainda tenho algo pra escutar
se ainda tem leite morno que eu não bebi
se ainda tem mulher que não beijei
ou alguém que ainda não odiei
Mas minha raiva se compara
com a sua, tenho certeza

4 comentários:

Maria disse...

essa vai dar trabalho, hein, nego!
quando desencalhar a idéia (agora é ideia sem acento, né? que meeeerda!), lhe informo!

Maria Andrade Vieira disse...

ta lá sua resposta

Renata disse...

...Jangada vai pr'onde teu sopro leva...
=*

Tamires . disse...

Porque varar a noite, feliz da vida, sempre é bom... principalmente no mar....

Um beijo pra ti!