27.1.11

O calor me sufoca.
A luz do sol me ofusca
me cala
me põe no peito
muito mais que ar
mais que os meus pulmões
Feliz eu me calo
meu corpo inteiro é feito de sede e fome
a cabeça está estraçalhada
aberta ao meio
sem dor
sem sangue algum
até que venha a próxima brisa
me ajudar a respirar
sentindo o ar que ela trouxe
não sei de onde

Sem comentários: